Controle

Em uma conversa com uma amiga, um instante foi perdido pensando na possibilidade de dois botões, um que ativasse os sentimentos e um segundo que desativasse. Assim num simples toque, sem muito pensar, sem sofrimento. Mas será que ia resolver alguma coisa?

É o ambicioso desejo de poder controlar. E é assim todo o tempo.
Queremos controlar as horas, o destino, as decisões, as pessoas. E é essa vontade de controlar tudo que deixa tudo fora de controle. Nós achamos que somos assim, certos, espertos, capazes de dominar esse controle. Mas será que somos?

Seria bom se existisse um botão de play. Definiríamos quando começar cada coisa, esperaríamos estar prontos, seguros e aí sim, pode apertar o botão de iniciar!
Mas logo, só ele não seria suficiente, determinando a hora de começar alguma coisa, também iríamos querer poder parar. Um botão de STOP. Afinal controlaríamos o iniciar, mas correríamos o risco da continuidade fugir do nosso controle. Iniciando e parando, muito logo iríamos querer pausar. Claro, somos feitos de insegurança, a aliada do descontrole, “será?”. E tem também aquilo que passou e eu não vi. Ou aquilo que foi tão bom que eu queria ver novamente. Precisaríamos de um botão VOLTAR. E de um AVANÇAR logo que a dificuldade aparecesse. PULAR o que não me agrada ou quando ficasse muito difícil.

Pensei em quantos botões diferentes tem no controle remoto da TV lá de casa. E que sempre utilizo os mesmos. Sempre as mesmas necessidades. Muitos nem nunca tive a curiosidade de descobrir a função.
Controlo o que eu quero assistir, na hora e no volume que eu quero. E quando eu canso, desligo a TV. Grande poderosa! Ou não. Alimento-me dessa sensação de controle, mas preciso escolher o que assistir entre opções pré-definidas por alguém que eu nem conheço.
Esse controlar tão desejado está bem longe de um controle. Imagino milhões de botões – funções, cores, tamanhos e formatos diferentes – e nenhuma capacidade de administrá-lo.

A verdade é que a gente precisa aceitar que a vida exige muito mais controle, precisamos saber usar mais recursos que apenas os que tornam nossa vida mais fácil, mas feliz. É muito mais que o ”melhor pra mim”. Não dá pra pular o que tá ruim >> mas dá pra configurar e melhorar.
Autocontrole.

 

~ texto meu de 2012, com adaptações de Novembro de 2016. ♥

Espero que gostem e um beijo especial para o meu amigo Lucas Bernardo que disse sentir falta dos textinhos aqui no blog! <3

Comente com o seu Facebook

comentários

11 Comments on Controle

  1. Magda
    novembro 21, 2016 at 9:38 pm (7 meses ago)

    Todos nos gostávamos de ter esse botão penso, mas penso que isso não nós ia servir de muito pois assim não aprendíamos nem crescíamos
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    Responder
  2. Natz Sodré
    novembro 22, 2016 at 12:04 am (7 meses ago)

    Ameeeei o texto! Nós temos essa mania mesmo de querer ter o controle de tudo, digo até mesmo por mim, quando algo acontece na minha vida e não me agrada, queria pausar, ou avançar.. E é preciso aprender a mudar ou lidar com as situações que acontecem com a gente, na marra aprendi isso, tem malés que vem para o bem, como já diz o ditado.. Beijokas gatona 🙂

    Responder
  3. Carol R.
    novembro 22, 2016 at 3:49 pm (7 meses ago)

    Me lembrou um filme que vi e falava exatamente disso
    bjs

    Responder
  4. Grazi
    novembro 22, 2016 at 9:18 pm (7 meses ago)

    e o quanto eu amei esse texto? concordo com tudo, a gente sempre quer ter controle em todas as áreas da nossa vida mas as vezes mudar algumas coisas podem fazer um bem enorme!

    Responder
  5. carolina
    novembro 23, 2016 at 11:58 pm (7 meses ago)

    Excelente o seu texto, quem não queria poder ter controle de todas as situações né 🙁
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    Responder
  6. Camila Faria
    novembro 24, 2016 at 2:29 pm (7 meses ago)

    Verdade Camila, não dá para controlar tudo ~ por isso a gente acaba se frustrando muitas vezes. Adorei o texto!

    Responder

Leave a Reply