Posts Tagged ‘devaneios’

Irregularidade

Talvez o defeito esteja no encanto.
O erro no excesso de zelo.
O pecado no sorriso fácil.
Um lapso pela inteligência e o desprendimento.
A imperfeição da liberdade.
Uma imprecisão na beleza destoante.

Inexatidão por pensar e sentir.
O bem que transparece e a alegria que se espalha devem ser a falha.

Talvez viva a procurar pelo lapso.
Pela lacuna onde se perde. E perde.

Desregramento, descuido, engano.
Dor de acreditar que o falho esteja no melhor de si.

 

tumblr_o8bwy2nfna1uvx0ubo1_500

Recomeçar

Perdemos muito tempo esperando que algo se encerre para que possamos recomeçar.

Essa é uma lógica que peca ao nos forçar levar em frente o que nem queremos que chegue ao final. Talvez por já ter feito mal o suficiente, ou talvez por não ter forças ou motivos para continuar.
Dizem por aí que são covardes aqueles que desistem no meio do caminho. Não, não são. Covardes são os que prolongam o sofrimento. Os que se acomodam com o falho.
Parar é entender que você ainda tem forças para começar tudo de novo. Recomeçar é se dar outra chance. Seja fazendo o mesmo caminho com outros passos, seja buscando novos e diferentes caminhos.

ok vida,

De verdade eu tenho um sério problema com a vida. Nunca suportei ninguém mais folgada do que eu. Normalmente nada me obriga a conviver com gente que eu não suporto. Mas da vida eu não escapei. Sou obrigada a conviver com ela, pra ser mais exata eu sou obrigada a viver com ela. Eu ainda não entendi muito bem nossa relação e olha que já vivemos muita coisa juntas. PUTS! MUITAS coisas juntas. Vez ou outra encontro livros, textos e pessoas que acredito me fazerem entender melhor a nossa relação. Sei lá. Alguma coisa tem que dar certo. E vez ou outra dá sim. Na verdade muita coisa dá certo. A gente se entende quando ela quer. Conseguimos viver dias bem harmoniosos. Mas a vida é muito folgada! As vezes ela me assusta. Me sacode.  As vezes ela me derruba no chão e ri da minha cara. Quanta graça! Mas ela fica ali esperando eu levantar e seguir em frente. E ali na frente eu começo a rir também. A gente ri e vai seguindo. Já tomei cada tombo engraçado. Mas o problema maior da vida é a mania horrível que ela tem de bater na minha cara. Isso me mata. Quem ela pensa que é?  Tem dias que eu mal acordo e vem ela com um super tapa na cara. Eu não gosto disso. É nesse momento que eu me irrito muito.

Se eu tivesse força para revidar ela ia ver.

Quando eu aprendi o que é saudade

fotos de capa-capas para facebook passaros tumblr feminino masculinos

Eu pensei saber o que era saudade, achei que desde pequena eu já sentia. Tinha saudade dos coleguinhas da escolinha quando eu estava de férias. Saudades dos meus pais quando eu ia dormir na casa dos tios. Fui crescendo e a saudade se tornou algo mais presente. Tinha saudades das amigas que mudavam de colégio, saudades dos primos que não se encontravam mais com tanta frequência para brincar, saudades daquela paixãozinha que não deu certo…
Uma vez, um grande amigo mudou-se para Cuiabá. Eu já entendia que aquilo não seriam férias e que pela distância não o veria mais com muita frequência. Eu achava que conhecia a saudade, mas essa foi a primeira vez que a saudade gerou um incômodo ruim.
Depois de um tempo coloquei pra mim que a saudade era reversível, que bastava a gente tomar uma atitude de procurar e falar com a pessoa. O incômodo da saudade era opcional. Mais uma vez eu pensei que sabia.
Um dia, exatamente em um 21 de agosto, eu descobri que estive enganada esse tempo todo. Eu não consegui no dia parar para pensar onde meu entendimento por saudade era falho, mas eu tinha a certeza ~uma certeza que doía cruelmente ~ que dali pra frente eu ia conhecer a verdade. Dessa vez eu acertei.
Dia após dia fui aprendendo o que realmente é a saudade, uma saudade cruel, que não incomoda mas DÓI! Dói de verdade, machuca, sufoca. Eu nada podia fazer para reverter a situação. Nenhuma ligação funcionaria, nenhuma visita, nenhuma sorte ocasionaria um encontro despretensioso. Minha única alternativa era abraçar a saudade e aprender a conviver com ela. Mas não era fácil assim. Não dá pra abraçar algo que te machuca, algo que te faz sofrer. Foi quando eu resolvi que era melhor brigar.
Dia após dia eu lutei, sabia que não iria destruí-la, mas eu precisava vencê-la. E como eu lutei. Me deram armas munidas de palavras de consolo. Me deram escudos feitos de diagnósticos médicos e explicações científicas mas nada me ajudou de verdade. Eu lutei com ela sozinha, lutei com lágrimas e coração!

Exatamente seis anos depois, eu não a destruí nem a venci. No meio de lutas e lágrimas, algum dia eu a abracei. Não sei bem quando foi.
Hoje consigo conviver com a saudade mesmo que vez ou outra ela me machuque. Quando dói eu me apego as lembranças boas. Fecho os olhos e em silêncio tenho certeza que posso escutar assobios vindo da horta logo de manhã cedo. Vez ou outra consigo sentir o cheirinho do protetor solar especialmente manipulado para uma pele bem branquinha que era o primeiro cheiro que eu sentia ao acordar. Não sara, mas distrai. Consola. A saudade deveria ser assim, apenas uma coleção de boas lembranças. Talvez algum dia eu consigo que seja.

Cada um acredita em uma coisa à respeito do fim. Eu acredito que muito em breve haverá um reencontro, mas não aqui, nessa terra. Acredito nos planos maiores de Deus. Acredito que conheci a saudade e que ela às vezes machuque para que não nos esqueçamos dos ensinamentos que ficam quando alguém especial se vai. Minha fé é um exemplo disso, talvez minha saudade machuque para que eu me lembre os caminhos que devo seguir até que nos encontremos na presença de Deus.

Mas que a saudade de verdade dói, ahh! isso dói!
Saudades vó <3

Estar solteiro é uma condição

POST03_

Acredito de verdade que estar solteiro é uma condição e não uma escolha. O que não significa que estar solteiro seja ruim. Na verdade é muito bom.
Quando conseguimos esvaziar o coração, areja-lo e fazer nele uma boa limpeza, conseguimos avaliar tudo aquilo que é bom pra nós e aquilo que não queremos viver. É o momento de pensar só em você. Sem satisfações, ir onde quiser, conhecer gente nova, pensamentos diferentes do seu, expandir horizontes.
Estar solteiro é se conhecer e se preparar para a chegada de alguém, afinal de contas, todo mundo quer alguém para estar ao lado quando aquele domingo chato e monótono chegar. Alguém para dividir os sonhos e fazer planos. Alguém com um abraço que acalma e protege e um beijo que faz esquecer os problemas da vida.
Mas viver um relacionamento é muito mais que andar de mãos dadas ou dormir de conchinha.
Viver um relacionamento é entender que você não vive mais só para você. Que por mais certo que você esteja sua verdade não será mais absoluta. Que existirão mais problemas que precisam da sua atenção além dos seus. Se relacionar é aceitar outra pessoa da maneira como ela é. É respeitar, confiar, dividir e se doar.
Por isso você precisa estar preparado para o relacionamento. O amor chega pra todos, mas chega sem avisar. O amor não tem hora certa para acontecer, ele é surpreendente e inexplicável. Você precisa estar com o coração limpo, disposto a preenchê-lo com algo que você vai descobrir aos pouquinhos, dia após dia.

Parabéns especial à todos os namorados e enamorados! <3
E aos solteiros, desejo coração leve, limpo e muitos lugares e pessoas novas para conhecer!

Viva o amor! Em toda sua forma. Viva o amor sem preconceitos, sem idade, sem diferenças.
<3